5 Mitos sobre o emagrecimento

Muitos ainda acreditam que é possível emagrecerÍndice através de um “PASSE DE MÁGICA”! Além disso as pessoas enfrentam rotinas atribuladas e tem um nível de ansiedade tão alto que as impede de observar as melhoras graduais que a reeducação alimentar pode proporcionar. Paralelamente com esta situação, a cada dia são criados mitos que reforçam a ilusão de emagrecimento instantâneo e a prática errada da boa nutrição. Abaixo, estão 5 desses mitos:

  • Cortar carboidrato emagrece: – O baixo consumo de alimentos fontes de carboidratos é adotado por muitos pacientes, principalmente no período da noite. Estudos mostram que isto causa uma perda maior de água do que de gordura. Depois que esta prática é suspensa, a água é recomposta e o peso volta ao de antes da dieta.
  • Jejum prolongado ajuda a perder peso: – Permanecer longos períodos em jejum favorece maior ingestão de alimentos na refeição seguinte, o que pode levar ao aumento de peso. Porém, o jejum leva a uma importante perda de eletrólitos (como cálcio, sódio, magnésio e fosfato), além da diminuição do tecido magro, etc.
  • Exercício em jejum acelera a queima de gordura: – Na prática de atividades físicas, diversos sistemas são ativados para que haja mobilização de energia e assim seja facilitada a sua redistribuição para o trabalho muscular. A mobilização dessa reserva energética sofre influência de diversos fatores, tais como: duração, intensidade e/ou freqüência do exercício, nível de treinamento, estado nutricional do indivíduo e também do conteúdo inicial das reservas corporais de substrato energético. Portanto, é fundamental estar alimentado para praticar a atividade física.
  • Sopas e sucos emagrecem: – Estudos mostram que a saciedade é alcançada mais rápido quando comemos alimentos sólidos. O ato de mastigar auxilia neste processo de saciedade, gerando menor consumo de alimentos e, consequentemente, de calorias.
  • Beber água gelada ou morna emagrece: – Embora a água seja indispensável para o bom funcionamento do organismo, não há estudos indicando que sua temperatura influencie na diminuição das células gordurosas.

Por fim concluímos que estes e outros mitos só atrasam a conquista de uma vida saudável envolvendo boa alimentação e prática de esportes.

Featured imageAndréia Carrara é nutricionista pós graduada em nutrição esportiva e tem mais de 15 anos de experiência profissional. CRN3 10.525

Visite: andreianutricionista.com.br         e-mail: contato@andreianutricionista.com.br

“Adultescência”

AdultescênciaAdultescência

24/09/2015

Desde o ventre materno, o ser humano necessita de nutrientes para o seu crescimento e desenvolvimento saudável. Porém, a partir dos 25 anos, os nutrientes são necessários apenas para a reposição energética e a renovação celular.

Devido a vários fatores como a falta de informações sobre o assunto, por exemplo. Muitos adultos continuam se alimentando como se estivessem em fase de crescimento, ocasionando o sobrepeso e a obesidade. Este resultado é potencializado com a redução de seu metabolismo, tornando-se mais difícil a obtenção do seu peso ideal.

Para reverter esta situação, algumas mudanças de hábito podem ser adotadas:

    Alimente-se pelo menos, de 3 em 3 horas;

  • Evite excesso de preparações industrializadas como enlatados e sucos artificiais;
  • Evite o consumo de açúcar refinado;
  • Diminua o consumo de alimentos gordurosos como carnes gordas, bacon, maionese, frituras, etc.;
  • Coma frutas, legumes e verduras, variando ao máximo os tipos existentes e dando preferência aos alimentos da época;
  • Limite o consumo de sal. Evite adicionar sal ao alimento à mesa e use o mínimo de alimentos salgados;
  • Tome, diariamente, seis a oito copos de água;
  • Evite bebida alcoólica;
  • Não consuma complexo vitamínico ou de minerais ou outro suplemento dietético sem a orientação do nutricionista ou do médico;
  • Procure fazer do horário da refeição um momento muito agradável!

Consulte sempre um nutricionista!

Andréia Carrara  NutricionistaAndréia Carrara é nutricionista pós graduada em nutrição esportiva e tem mais de 15 anos de experiência profissional. CRN3 10.525

Visite: andreianutricionista.com.br         e-mail: contato@andreianutricionista.com.br

AÇÚCAR X ADOÇANTE

AÇÚCAR X ADOÇANTE

AÇÚCAR X ADOÇANTE

22/09/2015

Já há muitos anos tratamos o açúcar, especialmente o refinado, como um vilão da nossa alimentação diária. Em razão disso elegemos o adoçante como um substituto natural do açúcar para adoçar nossa vida, mas trocar um pelo outro não é exatamente o melhor a fazer.

Se hoje sabemos que o consumo excessivo de açúcar pode trazer problemas para nossa saúde, é porque o açúcar é consumido há muitas décadas e muitos estudos científicos realizados com milhares de pessoas chegaram a conclusões importantes sobre o assunto, nos mostrando que excessos devem ser evitados.

Exceção feita aos diabéticos e demais pessoas com restrição clínica ao consumo de açúcar, não há garantias de que o adoçante seja menos prejudicial para nossa saúde, então simplesmente trocar um pelo outro não é o ideal.

O fato de termos, hoje, adoçantes desenvolvidos a partir de compostos naturais, como a stevia, por exemplo, também não permite afirmar que nossa saúde não será prejudicada após anos de consumo exagerado – basta lembrar que o açúcar surge a partir da cana, também natural, e quando seu consumo teve início ninguém imaginava que se tratava de algo extremamente prejudicial para a saúde.

Precisamos lembrar também que há grande quantidade de adoçante nos refrigerantes e sucos diet e grande quantidade de açúcar nos refrigerantes e sucos comuns, o que nos permite concluir que o consumo desses gêneros deve ser minimizado ou simplesmente evitado, considerando os riscos que traz para a saúde.

Quando possível, a alternativa mais saudável é trocar o açúcar refinado, que passa por processos químicos, pelo açúcar mascavo, açúcar demerara ou o mel. Embora modifiquem um pouco a cor e o paladar das preparações, estes alimentos são fontes de vitaminas e minerais fundamentais para o bom funcionamento do organismo.

Andréia Carrara NutricionistaAndréia Carrara é nutricionista pós graduada em nutrição esportiva e tem mais de 15 anos de experiência profissional. CRN3 10.525

Visite: andreianutricionista.com.br         e-mail: contato@andreianutricionista.com.br